Mergulho

no estuário do teu corpo todo o delta do meu:
que o mar nos espere bem alto!

2013-07-18

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Microcontos, Poesia com as tags , , . ligação permanente.