Arquivo de etiquetas: Caminho

Para ti, liberdade

nasceste das entranhas dos sonhos quando ainda nua a liberdade há uma rocha de fé a que te prendes definitiva se te agarra a ocasião e fazes claque nas palmas que te batem mesmo ao lado do teu coração olha … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Mitos urbanos

não sei se sabes é verdade tudo o que sei e de antemão sabia tu também sabes ainda que sabendo sem mais nada haver que pressuposto tudo é absoluto e vago pensamento sem pés e cabeça convicta não por se … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

À sombra das horas

há dias sobre os telhados à espera de nossas janelas manhãs que à noite se beijam e nunca tarde se deitam há tempos sob todo o céu que em cada tempo mora abracem-nos sóis de aqui na sombra de cada … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Minha ideia de mim

quem sou tu és ideia que me tens e tenho por que vivo sou a pergunta à resposta que me dás reticiência sem conclusão sou mais do que era sabido sem menos do tempo sofrido sou a insurgência na tua … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Sustentabilidade

não pode da vida querer tudo quem a alimenta de nada 2017-03-30

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Ligeiramente

certas amizades são como as águas de verão tão depressa vêm como vão 2017-03-30

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Sopros dos tempos

há bandeiras flamejantes em promessa pela cura dos sonhos nas piras dos credos há tambores tonitruantes em desespero pelo paraíso nas ruas dos medos caem ventos de guerra como chumbo e eu sopro de mansinho a palavra nua na esperança … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Bem disposto

de pé depende de lado a jeito se me sento sinto por que me deito 2017-02-28

Publicado em Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Numa relação

estou numa relação com o destino assaz conturbada de natureza incerta definitivamente indefinida relação aberta nem sempre querida nunca traída nem pela morte ameaçada chamo-o de meu sem saber como nem porquê sem desvendar seus segredos segredo-lhe os meus desvelos … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Arte e manhas

não sei de ilusão maior que a da arte tentando toda a vida verdadeiramente enganar a morte 2017-01-29

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário