Arquivo de etiquetas: Razão

Oferecidas

não se ofereçam fronteiras como refúgio dos medos! 2017-03-30

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Objetivamente

A objetividade é a subjetividade mais comum 2017-01-29

Publicado em Aforismos | Tags , | Deixe o seu comentário

De que vale

de que vale por que respiro vivo e não é razão se não a arte se não o verso e a cor se não a curva das minhas mãos sobre o silêncio e a sorte se não a música e … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Meus dedos

meus dedos têm leveduras de engravidar cimentos das esperanças mais duras meus dedos têm espantos no corpo dos teus segredos leve mente tateando acima de quaisquer medos fugazes momentos perenes incontida intensão novo mundo se revela na cabeça de meus … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Labirinto

passo resoluto este desfiladeiro labirinto de impasses e noites afiadas procuro as saídas em qualquer entrada sem mais demoras sob o pavio das horas com passos à toa em pauta desregrada sou a causa de tudo isto por acaso sou … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

Olha para ti

olha para ti na jangada dos dias sem fôlego vês a fuga dos crepúsculos sem sombra de sonhos e destino nenhum e vais indo vais olha para ti carregas todos teus mistérios em alforges minúsculos mister de uma vida algures … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Perfeição

a perfeição minha tentação não mais é que mera tentativa há nela o fim que sempre se anuncia de uma ânsia sempre repetida só de ti amor não faço questão a que sujeito meu imperfeito coração na inversa razão se … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Dito esta fado

até calado pode ser mal interpretado 2016-07-30

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Luto

choro para não doer mais a morte que me naufraga sentimentos rio de todos os sentidos do que vivo na contingência de uma viagem a liturgia é única apesar das vestes ou dos ventos morro como nasço pela entropia da … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Lei universal do amor

na matemática do amor toda a lei é (um) in verso infinito nunca é demais nada é sempre de somenos no amor a parcela é mais que o todo é amor maior enquanto único e nunca menos que universal amor … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário