Arquivos Mensais: Dezembro 2011

Eras

tu me eras de saberes quem eras de que quimeras te fazias eras sempre de nunca seres nas tantas eras tu me concebias nasces em mar de fantasia navegas-te barco fogo de tantas terras (eras) sempre mais velas sopro do … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Corolário

a noite já submissa ardida de amor o dia me consente que me inflore aí onde a luz antecipa a cor 2011-12-21

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Sujeito ser

De cada sujeito é o verbo, mas não as circunstâncias, com que molda de sonhos o curso dos tempos. 2011-12-16

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Pele

Quero me de asas pele, sem de penas vestida! 2011-12-07

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Mundo meu

fechei meus olhos e vi mais de sete maravilhas por que meu coração bateu do mundo, que já esqueci vens de sol a que me vistas seres aqui o mundo meu 2011-12-01

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário