Arquivo de etiquetas: Universo

Estremecer

pediste-me no lusco fusco ao entardecer que me guiasse pelo cometa da noite onde me perderia e semeasse um mar de desejos onde tudo se colheria não são velas vazias a pouco mastro cingidas que mais vento haveria sem mais … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Devaneio

sou romântico incorrigível na vertigem da cidade em ruínas talvez alguma pedras ainda leiam meus frágeis versos folhas que o vento esquece no zumbido das avenidas 2020-12-30

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Um choro que nasce

somos um choro que nasce no contentamento do mundo sorrindo um grito somos a ponta de flecha perdida alvo de olhares de atenções vazias somos o dardo que espera sua saída em arco que ousa a sagração dos dias somos … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

Um dia mais

vou relutante mente contando os anos que me fogem na azáfama dos dias que criei fico insistente mente contendo os sonhos que me moldam na paisagem dos lugares que não deixei vou ficando e um dia mais é um dia … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Valores

no valor dado ao dinheiro muitos valores se diluem 2020-08-31

Publicado em Aforismos | Tags , | Deixe o seu comentário

Nós mundos

eu venho como tu vens e outros vêm desconectados eu passo passamos por tempos descompassados eu vou onde tu vais todos nos vamos desencontrados e fica sempre o mesmo mundo de muitos mundos enredados 2020-07-31

Publicado em Poesia | Tags , , , , , | Deixe o seu comentário

Elucidação

tudo tem uma explicação até uma falsa ilusão de na verdade haver sentido 2020-06-30

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Preconceito

há o que não sabes e nem queres para além de um rótulo no teu peito sempre um nunca que aparece para não te resgatar nem ao de leve desse teu mundo sem defeito há o que não lês e … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Era cedo

era cedo para ser a tarde triste ainda a manhã sequer tarde seria quando a luz da tua noite viste mais forte que a sorte que morria era cedo na hora em que partiste tão cedo era a vida e … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , | Deixe o seu comentário

Dança à janela

o meu lugar é uma casa só com janelas para descanso de meus olhos consumidos sem distância para elas minha casa é uma estrada onde se assomam os sinais para lucidez de meus passos fugazes perdidos nos seus rituais meus … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , | Deixe o seu comentário