Sobre

infinitudes

No finito de nós, fazemo-nos de atitudes
O meu infinito requere-as intensas

Manuel Pintor
autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *