Arquivos Mensais: Dezembro 2012

Vagas

tu sabes nas vagas de teus olhos mar sabes os meus sentidos vagueiam a fundo todo o sentido dos teus tu sabes da tua que outras vagas não saber-se-ão de teu horizonte vagamente sabes todos os saberes são vagos mas … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Do princípio do fim

o fim está aqui, e sempre além é o passo que se dá e se mantém é o caminho que indo, sempre vem e novo início nunca detém tudo acaba pela razão que se inicia nenhum fim é do seu … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Fazer se amor

se é entrega inteira da vida fazer o amor sempre aí a recompensa ainda que esvaída incólume sob as sarjetas do tempo 2012-12-28

Publicado em Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Em

tudo me encontrei só me procurei só me encontrei tudo me procurei só 2012-12-28

Publicado em Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário