Estranho

o amor é um lugar estranho onde sempre nos encontramos

2017-04-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Para ti, liberdade

nasceste das entranhas dos sonhos
quando ainda nua a liberdade

há uma rocha de fé a que te prendes
definitiva se te agarra a ocasião
e fazes claque nas palmas que te batem
mesmo ao lado do teu coração

olha para a tua liberdade
sem saber de ti, ai liberdade

que mister de escolhas se viveres
outras ruas que não tua cidade
e seguires pela trama das lendas
teus passos
e os caminhos desertos
de resquícios de nenhuma verdade

ainda sentes e ainda que não as sintas
sofres dores por um bem maior
na apneia da tua liberdade

respira fundo
como pêndulo do mundo
ainda a tua liberdade

2017-04-25

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Mitos urbanos

não sei se sabes
é verdade
tudo o que sei
e de antemão sabia

tu também sabes
ainda que sabendo
sem mais nada haver
que pressuposto
tudo é absoluto e vago
pensamento sem pés
e cabeça convicta
não por se fazer caminho
mas por pelourinho
absorto
de cirandas e romarias

eu sei é verdade
imune ao tempo
a tua epifania
não a logro conhecer
sem a espessura do dia
não encontro aí segredo
nem nisso sabedoria

2017-04-24

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

À vista do amor

à primeira vista
amor é cego
só no deslumbre se vê

à segunda
nem há cego que não dê
pelo amor
a perder de vista

à terceira
que seja
visto que é
amor de vez

2017-04-24

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

À sombra das horas

há dias sobre os telhados
à espera de nossas janelas

manhãs que à noite se beijam
e nunca tarde se deitam

há tempos sob todo o céu
que em cada tempo mora

abracem-nos sóis de aqui
na sombra de cada hora

2017-03-31

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Minha ideia de mim

quem sou
tu és
ideia que me tens
e tenho
por que vivo

sou a pergunta à resposta que me dás
reticiência sem conclusão
sou mais do que era sabido
sem menos do tempo sofrido

sou a insurgência na tua espera
silvo da luz no silêncio dos sóis
sou a tempo do tempo de agora
quando antes era ainda depois

sou uma figura alerta
na berma da estrada
nexo na crença da causa
desenho inítido de um fim
a propósito de ti e de mim

sou a ideia que me fiz
em toda a mudança do mundo
eu sou de uma só cara
um rosto que não muda
a evolução da espécie
mas a fase que comungo

2017-03-31

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Oferecidas

não se ofereçam
fronteiras
como refúgio dos medos!

2017-03-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Sustentabilidade

não pode da vida querer tudo
quem a alimenta de nada

2017-03-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Aquém

toda a vida é para além da morte

2017-03-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Aforismos | Tags , | Deixe o seu comentário

Ligeiramente

certas amizades
são como as águas de verão
tão depressa vêm
como vão

2017-03-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário