Arquivo de etiquetas: Corpo

À sombra das horas

há dias sobre os telhados à espera de nossas janelas manhãs que à noite se beijam e nunca tarde se deitam há tempos sob todo o céu que em cada tempo mora abracem-nos sóis de aqui na sombra de cada … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Bem disposto

de pé depende de lado a jeito se me sento sinto por que me deito 2017-02-28

Publicado em Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Estrela da manhã

abraço em ti a vontade de céu 2017-02-28

Publicado em Microcontos, Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Numa relação

estou numa relação com o destino assaz conturbada de natureza incerta definitivamente indefinida relação aberta nem sempre querida nunca traída nem pela morte ameaçada chamo-o de meu sem saber como nem porquê sem desvendar seus segredos segredo-lhe os meus desvelos … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Como as cerejas

sobram cerejas no meu peito para contigo conversar 2017-01-29

Publicado em Microcontos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Meus dedos

meus dedos têm leveduras de engravidar cimentos das esperanças mais duras meus dedos têm espantos no corpo dos teus segredos leve mente tateando acima de quaisquer medos fugazes momentos perenes incontida intensão novo mundo se revela na cabeça de meus … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Estrelas

teus olhos estrelecem meu peito quando sorriem 2016-11-30

Publicado em Aforismos, Microcontos, Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Sorrindo

pelo teu sorriso, o meu mundo o meu mundo pelo teu sorriso 2016-11-29

Publicado em Aforismos, Microcontos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Labirinto

passo resoluto este desfiladeiro labirinto de impasses e noites afiadas procuro as saídas em qualquer entrada sem mais demoras sob o pavio das horas com passos à toa em pauta desregrada sou a causa de tudo isto por acaso sou … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

Casa cidade

eu moro num quarto esquadro meu modo de andar logro d’ouro os sonhos desejos com vistas largas presos a varandins de estrelas em velas de ventos recuados onde aparco minhas águas furtadas vou patamar que passa de escada em escada … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário