Arquivo de etiquetas: Luz

Altiva circunstância

aquieta o orgulho da tua espada põe silêncio na tua majestade ouve o silvo dos justos murmurando os tempos até à nudez dos espíritos vê teu brilho esmaece se manchas as mãos sem dor vê o mate de todas as … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

As guerras das tribos

colocamos ao peito toda a renúncia sob a sombra de estandartes erguemo-nos fantasmas determinados desembainhamos vaidades dos ovos das trevas rendidos em punhos de sangue na cegueira das trincheiras porquê a glória vã por que se prendem razões e pelejam … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Juízo a final

trago infernos que despontam nos gumes de minhas lanças a cada guerra de medos em danças de fogo posto em nome de tantos nomes alheios ao nome que quis há uma terra fumegante que fenece sob os escombros de mim … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Coisas do meu género

venho do ventre ó minha mãe olho de frente semente do mundo nasci cresci criança e falo amiúde me vi à janela do tempo ora errante ora maré cheia e caminho firme de sentido fundo à frente a flor traz … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Ridículos

não somos ridículos por já ridículos sermos mas pela lucidez de o sabermos 2016-03-30

Publicado em Aforismos | Tags , | Deixe o seu comentário

Luto

choro para não doer mais a morte que me naufraga sentimentos rio de todos os sentidos do que vivo na contingência de uma viagem a liturgia é única apesar das vestes ou dos ventos morro como nasço pela entropia da … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Em lugar

o meu lugar é um prumo do mundo o meu lugar em todo o mundo é lugar que é meu e teu o meu lugar pode ser teu no mundo o teu lugar que também é meu quão do teu … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

Desterror

quiseram-me a noite antes do dia nascer quiseram-me a morte antes de a viver quiseram-me o silêncio e as cordas vocais quiseram os sonhos que eu não tivesse mais quiseram o mundo sem tempo de crer quiseram-me tudo sem nada … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Meu tempo

das sombras dos tempos todos os tempos nascem e a todo o tempo morrem rompantes da luz ímpares universos de tempos febris não há tempo no fundo sem os ilimites do meu nem mistério no cume nem tempo que sobre … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

A causa da luz

és tu o mundo eu e os outros como iguais no fundo e uma estrela firme em sítio diferente o teu lugar único sem reservas e as hesitações vencidas e o relevo como nasces no murmúrio dos tempos tens no … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário