Arquivo de etiquetas: Corpo

Como as cerejas

sobram cerejas no meu peito para contigo conversar 2017-01-29

Publicado em Microcontos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Meus dedos

meus dedos têm leveduras de engravidar cimentos das esperanças mais duras meus dedos têm espantos no corpo dos teus segredos leve mente tateando acima de quaisquer medos fugazes momentos perenes incontida intensão novo mundo se revela na cabeça de meus … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Estrelas

teus olhos estrelecem meu peito quando sorriem 2016-11-30

Publicado em Aforismos, Microcontos, Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Sorrindo

pelo teu sorriso, o meu mundo o meu mundo pelo teu sorriso 2016-11-29

Publicado em Aforismos, Microcontos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Labirinto

passo resoluto este desfiladeiro labirinto de impasses e noites afiadas procuro as saídas em qualquer entrada sem mais demoras sob o pavio das horas com passos à toa em pauta desregrada sou a causa de tudo isto por acaso sou … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

Casa cidade

eu moro num quarto esquadro meu modo de andar logro d’ouro os sonhos desejos com vistas largas presos a varandins de estrelas em velas de ventos recuados onde aparco minhas águas furtadas vou patamar que passa de escada em escada … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Incisão

delapido meus espectros na dissecação do tempo sob um bisturi rombo que me esvaece a todo o momento acontece a espera não desaparece dia vem sobre outro dia nos segredos dos sentidos e o instante dura o espanto dos horizontes … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Olha para ti

olha para ti na jangada dos dias sem fôlego vês a fuga dos crepúsculos sem sombra de sonhos e destino nenhum e vais indo vais olha para ti carregas todos teus mistérios em alforges minúsculos mister de uma vida algures … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Altiva circunstância

aquieta o orgulho da tua espada põe silêncio na tua majestade ouve o silvo dos justos murmurando os tempos até à nudez dos espíritos vê teu brilho esmaece se manchas as mãos sem dor vê o mate de todas as … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

Viagens

embarco vontades despertas nas margens dos meus cansaços 2016-08-30

Publicado em Aforismos, Microcontos, Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário