Arquivo de etiquetas: Caminho

Minha felicidade

minha felicidade encontro quando te busco por qualquer canto de mim e descubro sem surpresa o encanto sempre tido florescência dos sentidos de novos tempos havidos tudo me dás de caminho amor sentindo me acho em ti 2018-02-28

Publicado em Poesia | Tags , , , , , | Deixe o seu comentário

A rotina do amor

são passeios repetidos por onde passo e a indiferença dos néons ainda cintila por meus vãos rotina de sempre teus gestos lentos meu arranha céus amor de meu destino há quanto tempo meu amor estás sempre em campo e carregas … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Dias nas pedras

hoje é um dia que nasce igual hoje é um dia que morre um mais que desconto à vida que a vida morre-se vivendo e vivo pelejo contra minha fome de palavra que sobreviva hoje é meu dia de sorte … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , | Deixe o seu comentário

Atrevimento

a trevo m’à sorte 2017-12-31

Publicado em Aforismos, Microcontos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Memória de um fim anunciado

quando te vais quando me vou não chegam as palavras perderam-se e a espera é vazia sem sombra do sentido que por elas e por nós havia o tempo vagueia tonto como se nunca houvera nos conhecido só a memória … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Platonismo

arranco à memória em cada noite escura os sinais que me levam teus olhos verdes meu coração levita não é meu domínio de tudo se lembra de nada padece eu dele sim me vou em descuido vivo meu pensamento a … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Autocontrolo

passeio a minha impaciência à trela para que não me veja incandescente 2017-10-30

Publicado em Aforismos, Microcontos | Tags , | Deixe o seu comentário

Extinção da espécie

olhem para mim: estou em perigo conquistei o pleno nada mais tenho para fazer olhem para mim: estou em perigo estou nas nuvens e nada há para acontecer olhem para mim: estou em perigo não sei se perdido de amores … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Poesia sem nome

eu sou antes do meu nome inominável a gente que ainda não sabe a poesia é depois a procura onde procuro chegar hei de morrer vivendo a tentativa 2017-08-31

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

In declinação

o que vive tem os seus clínios e declínios vai de clive em clive sem nunca se inclinar 2017-08-31

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário