Arquivo de etiquetas: Caminho

Platonismo

arranco à memória em cada noite escura os sinais que me levam teus olhos verdes meu coração levita não é meu domínio de tudo se lembra de nada padece eu dele sim me vou em descuido vivo meu pensamento a … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Autocontrolo

passeio a minha impaciência à trela para que não me veja incandescente 2017-10-30

Publicado em Aforismos, Microcontos | Tags , | Deixe o seu comentário

Extinção da espécie

olhem para mim: estou em perigo conquistei o pleno nada mais tenho para fazer olhem para mim: estou em perigo estou nas nuvens e nada há para acontecer olhem para mim: estou em perigo não sei se perdido de amores … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário

Poesia sem nome

eu sou antes do meu nome inominável a gente que ainda não sabe a poesia é depois a procura onde procuro chegar hei de morrer vivendo a tentativa 2017-08-31

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

In declinação

o que vive tem os seus clínios e declínios vai de clive em clive sem nunca se inclinar 2017-08-31

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Derivação

toda a deriva é inicial 2017-07-29

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

E tua mão deserta

sou a onda medonha a morte encarpelada sou o rasto de tudo sobre um fundo de nada sou o grão que resvala sob uma praia inundada sou invisível à sorte a cada porta entrada sou a raíz partida de viagem … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , | Deixe o seu comentário

Para ti, liberdade

nasceste das entranhas dos sonhos quando ainda nua a liberdade há uma rocha de fé a que te prendes definitiva se te agarra a ocasião e fazes claque nas palmas que te batem mesmo ao lado do teu coração olha … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Mitos urbanos

não sei se sabes é verdade tudo o que sei e de antemão sabia tu também sabes ainda que sabendo sem mais nada haver que pressuposto tudo é absoluto e vago pensamento sem pés e cabeça convicta não por se … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

À sombra das horas

há dias sobre os telhados à espera de nossas janelas manhãs que à noite se beijam e nunca tarde se deitam há tempos sob todo o céu que em cada tempo mora abracem-nos sóis de aqui na sombra de cada … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , , , , | Deixe o seu comentário