Ainda assim

ouvi do silêncio
seu outro tom
e digo a voz de novo canto
não sei por que ainda assim
de minha sina tanto
a tento

pintei os sapatos
de nova cor
e pus os pés a caminho
não sei por que ainda assim
se ri de meu destino
o vento

2014-10-28

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , . ligação permanente.