Casa mestra

das paredes e dos sonhos que levanto
quero as janelas sem resposta que aí habitam

2013-12-30

Esta entrada foi publicada em Microcontos, Poesia com as tags , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *