Por que ainda?

por que morres ainda flor
de tuas pétalas esquecida
se não há pressa na morte
e nunca bela a despedida

que ventos me levam
de que morro
se em flor
de mais vida
é minha cor
de mo vida

2013-10-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , . ligação permanente.