Se tristeza existe

quanta tristeza
tua alegria não espera
se resiste
não a dês triste
nem alegre te fique
como mera quimera
que por tristeza insiste

2013-10-11

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *