De florestas são

que de luz se encaminhe
a força que se levanta
das mágoas
raízes de encontros
que de ramos se entroncam
já folhas de antemão
a densa presença
serena a tarde
chama que ainda arde

2012-05-29

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *