Mulher lembrada

Ainda pré-já-mulher, à força de já o ser
Seja mulher lembrada
Mãe coração
Mulher barriga
De quanto amor
Filha de certeza
Sempre mulher nascer

2012-03-08

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , . ligação permanente.