À luz do dia (fragmentos exortativos)

Comemoremo-nos em nos sermos plenos!

Que das palavras se semeie a paz que do amor generosamente repartido nasce pão-flor, o verso que em toda a boca é voz de não menos ser que sempre amigo!

Belos os instantes que infinitos nos são!

Que as palavras não nos esmoreçam, e de perfume se respirem os caminhos!

Que a vida se nos prolongue em cada dia, quão feliz cada instante em que se anuncia.

Que da vida a inspiração, sendo mítica, sempre realize cada dia em alegria!

Que de amor seja o coração dos dias, a alma de quanto somos na memória dos tempos.

Que do amor sejamos, pois que nascemos e tão mais vida a que por ele morremos!

Que feliz se faça o que quer que se tenha feito!

2011-11-22

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Aforismos, Poesia com as tags , , , , . ligação permanente.