Longe de tudo

tão mais longe se vai
de todo o princípio
o mundo
quanto uma vã vontade
ávida da urgência
se ilude aqui tão perto!

2011-11-11

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *