Corpo contido

dos livros que não li
dos filmes que nunca realizei
o tempo leva seus sinais
tanto me são de cicatrizes
em-caminhos que não percorri
todo o sentido a que me dei

o sol me espera nos umbrais
sorrindo de memórias vindas
paços que meus passos buscam
e a que sucumbe meu corpo
em seus desejos imortais

2011-08-19

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , , , . ligação permanente.