Puro sonho

Salve, caminhante!
Teu rosto de sonhos
se espelha num mar
de muitos sóis.
Que em teus olhos repousem
os brilhos suaves das estrelas.
Ri-te com elas à tardinha
dos segredos da lua cheia
pelas margens de teus caminhos.
E quando acordares a noite
em elegantes passos de dança
beija-a de mansinho
e reza
para que tudo o mais seja o sonho
e a sua pureza!

2011-05-30

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *