A mar

Plena praia esperando amanhecer
Tuas mãos aqui me calam fundo
Um oceano de palavras que me velam
Meu cabal silêncio todo teu
Acima das vagas do meu mundo

2011-05-17

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *