Felicidade

Eis os felizes instantes
que sonhamos, pressentimos
que sentimos
únicos
plenos sentidos

Inventámos um nome
para os eternizar
Instituímos a dor
sua plena medida

E já não o sabemos
na razão que porfia
consciente mente
aquém dos limites

Eis em seu nome
os momentos vividos
no princípio da sabedoria!

2011-02-18

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , . ligação permanente.