Escrevivo-me

Na amplitude que me habita
há uma urgência de sonhos
num silêncio que grita
A palavra desponta desse fundo
se voa paz, rota nítida
todo o horizonte além do mundo
ilimite de viagem em mim escrita

2011-02-06

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , . ligação permanente.