Transversando o tempo

Minha alma se dominou de amor
Se moveu, semeou no vento
e atravessou de luz o tempo
por dobras estreitas
memórias imperfeitas
Se escreveu eterna
em cada momento
de seu verbo lento

2011-01-13

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , . ligação permanente.