Tu, um dia

É por ti
que amanheço os dias
quando teu sorriso se espelha no meu
e teu perfume flor me impele
de novo

É para ti
que pinto as neblinas
quando tua luz irrompe nas veredas
e as inunda de vivas cores
e sigo

É contigo
que seduzo as noites
quando teus lábios rimam com os meus
e sussurram doces encantos
desejo

Fundo afundamos deslumbrados
em mar de poemas
Meu tempo desagua no teu
em sintonia
Sonho sonhamos acordados
em leito de estrelas
Juntos, nós urdimos a cama
de um novo dia

2010-02-08

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *