Dança à janela

o meu lugar é uma casa
só com janelas
para descanso de meus olhos
consumidos
sem distância para elas

minha casa é uma estrada
onde se assomam os sinais
para lucidez de meus passos
fugazes
perdidos nos seus rituais

meus passos despontam
para outra dança
com os teus
ao pé de meus olhos
o pulso do coração
inventando
novos caminhos

2020-04-30

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *