Transformação da espécie

sou pensamento
vivo entre as estrelas
sem distância nem tempo

sou tudo o que fui
e que outros são

em memorial
de outro tempo
apenas ponteiros certos
e setas sem conta
meras tentativas
de um tempo em pontas

2019-11-30

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *