Morto vivo

hesito
se norte ou sul
sempre
na mesma meta
se a oeste leste
onde os mortos não morrem
e os vivos não vivem

e a roda gira
e não para
rola
sempre
é agora

tenho o faro sem fera
sim
ferido de morte na espera
aqui
me deixo sem nexo
perdido
nas sombras do sexo

2019-10-31

Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *