Tenho um coração

tenho um coração de ferro
quente e mole
só assim aguenta
só assim aguento
o impacto a vida
e os gumes atravessados
como surpresas
entre o meu e o teu

tenho um coração de gelo
de sangue derretido
só assim ele corre
só assim eu corro
límpido
entre as incertezas
que nos caminham
sem razões para a despedida

2018-07-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , . ligação permanente.