A causa da luz

és tu
o mundo
eu e os outros
como iguais no fundo
e uma estrela firme
em sítio diferente

o teu lugar único
sem reservas
e as hesitações vencidas
e o relevo como nasces
no murmúrio dos tempos

tens no caminho
uma pedra de toque
e a lucidez

sub verso do brilho
ao cimo da cor
as raízes das causas
de ti

2015-10-30

Gostou? Partilhe!
  • Print
  • del.icio.us
  • Facebook
  • Twitter
  • Google Bookmarks
  • FriendFeed
  • LinkedIn
  • Netvibes
  • Add to favorites
  • blogmarks
  • email
  • PDF
  • RSS
  • Tumblr
Esta entrada foi publicada em Poesia com as tags , , , , , , . ligação permanente.