Arquivos Mensais: Julho 2011

Teus dedos

Da tua assinatura cala-se-me a melancolia Na alegria visível que na brisa escreves Falam-me teus dedos do amor que andam Versos em silêncio na língua do vento Caminho em sol que no mundo teces Teu terno nome que meu corpo … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , | Deixe o seu comentário

Vida e morte

Em toda a vida não é tola a morte! 2011-07-14

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags | Deixe o seu comentário

À luz do amor

por-quanto de outras vidas as horas se vão plantando de cores não sei se só sei a luz em que me demoras alma pura que em tanto me povoa de branco meu verde prado de amores 2011-07-12

Publicado em Poesia | Tags , , , , , | Deixe o seu comentário

Tateando de amor

Você sabe Eu sei que sabe Sei que se veste desse azul de longe Neste verde de aqui se verte Se enraíza de uma perfeita cor Nos cuidados caminhos em que se tece Eu sinto Não sei se sabe Não … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Palavra livre

Se há leitura que sempre se nos revela, é a da palavra que se descobre na liberdade! 2011-07-10

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , , | Deixe o seu comentário

Estações da palavra

Pairam palavras sobre que trepam memórias pétalas de sonhos sob a pele das estações Pairam como se de andorinhas fossem as cores de outono e fértil flor todo o chão de fruto que de botão inverna Pairam como magia do … Continuar a ler

Publicado em Poesia | Tags , , , , | Deixe o seu comentário

Força

A força de um coração que de amor se arma tem tanto de inocência como de sabedoria. 2011-07-04

Publicado em Aforismos, Poesia | Tags , | Deixe o seu comentário

Graça virgem

De azul farei minha sentença: Nobres céus, ao humano cego de querer que de vossa bela cor tenha mercê não o deixeis apoucar tamanha graça! 2011-07-03

Publicado em Poesia | Tags | Deixe o seu comentário